Diogo Mendes

Foi de olhos postos no pai - guitarrista em várias bandas amadoras - que Diogo Mendes ganhou o gosto pela música. Aos 9 anos, começou a aprender: primeiro, Guitarra Clássica; depois, Guitarra Eléctrica. Mais tarde, já na faculdade, entrou na Estudantina Universitária de Coimbra e descobriu a Guitarra Portuguesa e o Fado conimbricense.

Teve a oportunidade de aprender com grandes mestres como Manuel Coroa, Ricardo Silva, Paulo Soares, Luís Marques, Ricardo Dias, Ricardo Gordo, Custódio Castelo, Bernardo Couto, António Parreira e Hugo Vasco Reis. Em 2014, criou o Grupo de Fado Amanhecer que viu nasceu o primeiro álbum - Balada a Coimbra - dois anos mais tarde.

Entretanto, actuou em grandes palcos como o Coliseu dos Recreios, o Casino do Estoril ou o Coliseu do Porto, não só com os grupos académicos, como a acompanhar artistas como Vitorino e Janita Salomé, João Farinha, Alentejo Cantado, Sérgio Pereira ou António Ataíde. As casas de Fado de Coimbra fizeram também parte da sua vida, tendo especial ligação com o Fado Hilário.

Em 2019 começa a sua carreira a solo, lançando o seu primeiro disco. No entanto é, sobretudo, através das aulas que lecciona na Escola de Fado de Coimbra, projecto que iniciou em 2014, que passa a sua paixão pelo Fado e pela Guitarra de Coimbra.

1
62
DSC_4570-edit
Diogo Mendes - Guitarra Portuguesa
Diogo Mendes - Guitarra Portuguesa
Diogo_Mendes (137 of 162)